Resenha: A Culpa é Das Estrelas

Hey!

Bem,hoje eu vim colocar uma resenha de um dos livros mais maravilhosos que eu já li e também um que deve ter sido esperado aqui no blog,já que eu já falei do filme e tals...Vocês já devem ter reparado qual é o livro : A culpa é das estrelas,do autor John Green!




Resenha:

 Hanzel é uma garota diagnosticada com um câncer mortal e que conta os dias para sua morte.Mas,quando sua mãe á obriga a participar de um grupo de apoio sua vida muda completamente com a chegada de Augustus,também diagnosticado com câncer mas que aparentemente não corre risco nenhum.
 Juntos,ele mostra a ela os prazerem da vida e ela o ensina o gosto da paixão.Com isso eles vivem uma paixão comovente e picante ate depois de seus últimos dias.


Minha Critica:

 Maravilhoso,emocionante e verdadeiro,essa é a descrição geral do livro,que ao mesmo tempo que é romântico,também é muito divertido e verdadeiro.
 O autor escreve de uma maneira simples mas limpa,de um jeito que faz você querer devorar o livro a cada pagina.

"Meus melhores amigos eram meus pais.Meu terceiro melhor amigo era um escritor que nem sabia que eu existia"

 Eu gostei muito do Gus,que é alegre e cheio de vida apesar de já ter tido um câncer,isso mostra que não é porque você já esteve a beira da morte devido a uma doença,que você precisa ficar o resto da vida se lamentando...Viva sua vida intensamente,pois você já esteve a ponto de perde-la !!
 Apesar de gostar muito do Gus,me identifico mais com a Hanzel,que é mais quieta(não que eu seja quieta) e fica mais em sua casa lendo,que é exatamente o que eu gosto de fazer,mas também gosto de sair de vez em quando,mas as vezes acho melhor ficar em casa!

"Meus medos? Eu tenho medo de ser esquecido !"

Na minha opinião cada livro "toca" cada pessoa de maneira diferente,então o que você sentiu ao ler o livro vem de acordo com o momento da sua vida,sua personalidade,problema e felicidades...
Em mim,o livro foi extremamente tocante pois li em uma fase apaixonada da minha vida e devido a uma doença(um quase câncer) que eu tive quando era pequena,então por isso me identifico com os personagens e a historia,so não no contexto de romance,mas a historia do câncer eu me identifico bastante.Na minha cabeça,eu sou uma mistura de Hanzel e Gus: Quieta mas ao mesmo tempo bagunceira em alguns momentos,leitora e caseira,mas que também gosta de curtir um shopping ou cinema de vez em quando,que curte sua vida,mas que se priva de algumas coisas por puro medo...

"Alguns infinitos são maiores do que outros"

  Acho que o Gus e a Hanzel se completam e juntos eles vivem em uma vida perfeita em uma realidade completamente caótica.
 A melhor parte do livro inteiro é a viagem deles para Amsterdã,para visitar o escritor favorito da Hanzel,o Peter Van House.Não só pela viagem em si,mas também pelo fato do Gus ter dado o direito a viagem dele só para ela poder ir visitar o escritor foi tão fofo *-*. E também foi lá que eles começaram a namorar e tiveram seu momento mais "picante",então eu simplesmente ao essa parte !

"Okay ? Okay! "

 Ahh okay okay,como eu amo essa simples frase.Mas,como qualquer efeito colateral que se prese eu sei o significado de um okay: Okay é o infinito que o Gus e a Hanzel compartilham,com um simples okay já se pode dizer mil palavras que não seriam ditas corretamente,um simples okay define e indefine tudo !!!
 O que eu mais amo na historia é que o Gus logo que vê a Hanzel já se apaixona,aos pouquinhos essa paixão vai crescendo dentro dela e so vai aumentando dentro dele é isso é simplesmente lindo !
 A paixão deles é o tipo de paixão que todo mundo sonha em ter,principalmente os mais românticos assim como eu.É aquele tipo de paixão pela qual não se espera pela pessoa perfeita,mas sim aquela que você aprende a conviver e amar os defeitos e principalmente as qualidades da pessoa,tipo de amor que eu queria ...#invejadoGuseHanzel!!!

"Meus pensamentos são estrelas que não consigo arrumar em constelações"

Acho que me identifico com essa frase pois meus pensamentos são tão confusos quanto estrelas soltas no céu,cada hora penso em uma coisa diferente e planejo coisas que não vão acontecer nunca(tipo ficar com um menino muito gato com ele pedindo da forma mais romântica que minha mente possa imaginar) e é nesses momentos que eu viajo em pensamento e me ausento da Terra.Ainda não consegui arrumar minhas "estrelas" em constelações,quem sabe um dia consiga,quando estiver com meu maior e pior pensamento bem longe de onde esta localizado agora .Assim como a Hanzel,que não consegue se decidir entre ficar com o Gus ou não ficar(mas cá entre nos eu nunca teria essa duvida!!)

" Eu sou uma granada,logo vou explodir e não quero machucar quem amo"

 Com essa frase Hanzel define sua vida amorosa.Ela ama Gus (#fatoo) mas o ama tanto que não quer machuca-lo quando,uma hora ou outra ela partir,então quer não ficar perto dele,pois assim como uma granada quando explode,sua morte deixara feridas em todos ao seu redor,então quanto menos gente que ela ama houver para ver isso,melhor!!

"Pensei que hoje o Gus estaria aqui,fazendo meu elogio fúnebre,mas só quero dizer que te amo e que sou grata pelo nosso pequeno infinito"

Essa parte foi a que mais me fez chorar,pois o livro todo eu fiquei esperando ela morrer,já estava me preparando emocionalmente para não chorar na morte dela,mas ai,do nada,o câncer do Gus volta a se manifestar e ele começa a regredir em sua saúde,meu deus como eu chorei quando isso aconteceu!!!
 Com isso e já imaginando que iria morrer,resolveu organizar um pre enterro para que todos os que ama,ou seja,Hanzel e Issac,façam seus elogios fúnebres a ele,falando o que falariam no enterro,só que para que ele possa ouvir.A frase citada é uma parte do elogio de Hanzel,o restante é ainda mais emocionante e chorei demais.

"Eu não quero viver em um mundo sem o Gus !"

Isso dá uma reviravolta no livro pois o Gus realmente morreu!! Isso faz com que o livro perca o sentido e deixe os leitores completamente desorientados...Como viver em um mundo sem o Gus? É impossível conviver sem sua presença e humor marcante...Ohh acho que vou morrer !!!
Eu também não quero viver sem o Gus,Hanzel,eu também não.... O pior é que sua morte foi inesperada e de repente,assim como alguém cai no sono,pois uma hora ele estava bem,em outra começou a passar mal e em outra já estava morto...Em que mundo vivemos em que nosso personagem favorito não pode viver em!!?

" Eu me apaixonei por você exatamente como alguém cai no sono,gradativamente e de repente,de uma hora para a outra"

Espero que tenham gostado da resenha,ficou grande mas vale a pena ler!!

Um beijo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

App : Meu Tom Falante

Inspiração:Fantasias improvisadas

Tiara de Deusa Grega

Top 10 : Personagens literários que não mereciam morrer

Transformando bota cano alto em cano médio